Ameaças Cibernéticas na Indústria de Alimentos e Bebidas: Desafios e Estratégias de Mitigação

24 de maio de 2024
Créditos: TXOne Networks
Faça o download do white paper completo em inglês aqui.

 

Introdução

A integração de soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) nas linhas de produção tem aprimorado a qualidade, eficiência e conformidade com os altos padrões de segurança alimentar exigidos pelos consumidores. No entanto, essa transformação digital coloca a cibersegurança como uma preocupação central. Empresas de alimentos e bebidas que automatizam e otimizam operações enfrentam novas vulnerabilidades que podem ser exploradas por cibercriminosos. Ataques cibernéticos podem interromper a produção e distribuição de alimentos, causando escassez e aumento de preços, além de riscos de contaminação alimentar.

 

Ameaças Cibernéticas na Indústria de Alimentos e Bebidas

Desde 2020, os setores de alimentos, bebidas e agricultura têm sido alvos crescentes de ameaças cibernéticas. Em 2021, ocorreram 65 incidentes cibernéticos significativos, indicando uma tendência alarmante de ataques direcionados. A adoção da Indústria 4.0 e a fabricação inteligente trouxeram eficiências, mas também introduziram vulnerabilidades significativas.

 

Principais Incidentes de Ransomware

O ransomware continua sendo uma ameaça significativa, especialmente na indústria de alimentos e bebidas. Em maio de 2021, o REvil exigiu um resgate de US$ 11 milhões da JBS, destacando a gravidade dos ataques. Em fevereiro de 2023, um ataque à Dole PLC resultou em uma perda de cerca de US$ 10,5 milhões, devido à interrupção temporária de suas plantas de produção na América do Norte. Esses incidentes exemplificam o impacto devastador que ataques cibernéticos podem ter em empresas e na segurança alimentar global.

 

Táticas de Ataque Utilizadas

Os ataques de ransomware como o REvil utilizam diversas táticas para comprometer sistemas e extorquir dinheiro das vítimas. Essas táticas incluem a utilização de serviços remotos para criptografar arquivos, execução de scripts maliciosos, e interrupção de serviços críticos para facilitar a criptografia de dados. Além disso, técnicas como o roubo de informações operacionais e a execução de código malicioso por meio de anexos de e-mails de phishing são comuns.

 

Desafios na Resiliência Cibernética

A complexidade da cadeia de suprimentos de alimentos, que inclui desde fornecedores terceirizados até redes de distribuição intricadas, aumenta a suscetibilidade a ameaças cibernéticas. A crescente digitalização e automação em cada elo da cadeia tornam esses sistemas alvos atrativos para criminosos.

 

Dependência Tecnológica e Modernização da Cibersegurança

A rápida digitalização exige que as medidas de cibersegurança acompanhem o desenvolvimento tecnológico. Infelizmente, as medidas de segurança muitas vezes ficam atrás devido ao ritmo acelerado da inovação digital. Empresas devem investir em soluções de segurança avançadas e diferenciar claramente as responsabilidades de gestão de TI/OT e cibersegurança. Além disso, é necessário adotar uma abordagem proativa na atualização de sistemas de segurança e na implementação de tecnologias de detecção e resposta a ameaças cibernéticas.

 

Riscos na Cadeia de Suprimentos e Terceiros

Empresas dependem cada vez mais de fornecedores de serviços de TI/OT, que podem introduzir vulnerabilidades. Pequenas e Médias Empresas (PMEs) são particularmente visadas devido à falta de medidas de segurança internas robustas e avaliações de riscos externos. A segurança da cadeia de suprimentos deve ser reforçada por meio de revisões rigorosas e contínuas dos fornecedores e da implementação de padrões de segurança obrigatórios.

 

Sistemas Legados

Sistemas legados, comuns em muitas indústrias, são vulneráveis a ataques devido ao software e hardware desatualizados. A integração desses sistemas com tecnologias modernas amplia os pontos de entrada para ataques. Empresas devem gradualmente substituir sistemas legados e implementar segmentação de rede rigorosa e medidas de Detecção e Resposta de Sistemas Ciberfísicos (CPSDR).

 

Melhores Práticas para a Cibersegurança Industrial

Para fortalecer a cibersegurança na indústria de alimentos e bebidas, recomenda-se:

1. Validação de Controles de Cibersegurança por Terceiros: avaliações periódicas dos riscos associados a ativos OT/ICS, utilizando ferramentas como o Portable Inspector, que realiza avaliações de vulnerabilidades e remoção de malware.

2. Inventário de Ativos: atualização regular do inventário de todos os ativos com endereços IP, com suporte de ferramentas como EdgeFire e Stellar para visibilidade e inventário de sistemas ICS.

3. Mitigação de Vulnerabilidades Conhecidas: aplicação de patches ou segmentação de rede e monitoramento com soluções como EdgeIPS, que oferece proteção contra ameaças desconhecidas e patching virtual.

4. Segmentação de Rede: controle rigoroso do acesso à rede OT, utilizando firewalls e segmentação com EdgeFire e EdgeIPS Pro para gerenciamento de microsegmentação.

5. Detecção de Tentativas de Login Mal Sucedidas: monitoramento e alerta de tentativas de login falhas, com EdgeIPS e Stellar fornecendo detecção e análise de anomalias comportamentais.

6. Desativação de Recursos Desnecessários: política de desativação de recursos não essenciais, com Stellar prevenindo a execução não autorizada de aplicativos.

7. Documentação das Configurações de Dispositivos: manutenção de registros atualizados de configurações críticas de TI e OT, com proteção de escrita e monitoramento oferecidos por Stellar.

8. Planejamento e Preparação para Incidentes: desenvolvimento e atualização regular de planos de resposta a incidentes cibernéticos, com SageOne fornecendo uma visão multidimensional da postura de cibersegurança da organização.

 

Conclusão

À medida que a indústria de alimentos e bebidas se torna cada vez mais dependente de sistemas digitais, a responsabilidade de proteger-se contra ameaças cibernéticas se intensifica. Empresas devem adotar medidas robustas de cibersegurança para garantir a continuidade operacional e a segurança dos consumidores. A TXOne Networks está pronta para apoiar a indústria com soluções avançadas, promovendo um ambiente seguro e resiliente contra ameaças cibernéticas.

 

SAIBA MAIS