HIMA – Conceitos de segurança proativa ao invés de defesa reativa

Segurança funcional e cyber segurança em instalações industriais precisam ser repensadas

Autor: Dr. Alexander Horch
Vice President Research, Development & Product Management da HIMA Paul Hildebrandt GmbH

Tradução: Paolo Capecchi
Diretor da Westcon Instrumentação Industrial Ltda


O futuro da indústria de processos é digital, e esta tendência está sendo conduzida em todo o mundo sob as bandeiras da Indústria 4.0 e da Internet das Coisas (IoT).

A digitalização cria muitas oportunidades para operadores de plantas melhorarem a eficiência destas, ao mesmo tempo em que aumentam a flexibilidade e as deixam preparadas para o futuro (future-proof). No entanto, muitas vezes as pessoas ignoram o fato de que também há desvantagens: ameaças à segurança das plantas decorrentes da digitalização, especialmente como resultado da crescente e cada vez mais sofisticada ciber-criminalidade.

Este artigo explica por que a indústria de processos precisa passar do modo passivo para o modo ativo de defesa de segurança cibernética e o que deve fazer para garantir a segurança das plantas na era digital.

Quer acessar o artigo completo?

Preencha os campos abaixo e enviaremos o link para download diretamente no seu e-mail!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário